FAIRsharing: melhorar a disponibilidade e legibilidade das Políticas de Dados em Portugal

Summary

Esta sessão tem como objetivo apresentar a plataforma FAIRsharing para o registo de políticas de dados centradas na gestão, partilha e reutilização de objetos digitais. O registo de políticas na plataforma FAIRsharing proporciona várias vantagens:: 1) clareza sobre como os objetos digitais devem ser geridos, comunicados e/ou partilhados em qualquer fase do ciclo de vida da investigação; 2) alinhamento com os princípios FAIR, apoiando a reprodutibilidade e as boas práticas de investigação; 3) comparação, uma vez que inclui um conjunto de descritores comuns que definem o conteúdo, o âmbito e os requisitos da política. O FAIRsharing classifica as políticas em seis tipos: financiador – uma política que orienta os beneficiários no contexto da apresentação de candidaturas, execução de projetos, entrega e publicação de resultados; editor científico – uma política comum para todas as revistas de um editor; em alternativa, uma política genérica ao nível do editor que é alargada a cada uma das suas revistas; revista científica – uma política específica que orienta os autores no contexto da submissão de um artigo a uma revista; instituição – uma política que orienta no cumprimento de requisitos institucionais específicos para dados de investigação; sociedade – uma política para os membros da comunidade que os oriente a alinhar-se com as melhores práticas da sociedade ou aliança e a aplicá-las; projeto – uma política para os parceiros que os orienta no cumprimento dos requisitos específicos para os dados produzidos no âmbito do projeto.

Data Talk 27 junho | 14h30-15h00

https://forumgdi.rcaap.pt/grupos-de-trabalho/gt-formacao/: FAIRsharing: melhorar a disponibilidade e legibilidade das Políticas de Dados em Portugal